Dicas de redação científica: uso de dicionários, normas de referências bibliográficas e softwares bibliográficos

O uso de dicionários da língua portuguesa está implícito na redação do trabalho científico. Ele é fonte indispensável na atividade acadêmica. Entretanto, deve-se evitar a apresentação de definições com base em dicionários de uso geral, salvo quando se tratar de dicionário especializado em determinada ciência ou arte.

Para a definição terminológica comum, é importante usar dois ou mais dicionários e comparar as diferenças. Menciona-se a citação (direta ou indireta) no corpo do texto e a fonte completa nas Referências. Indica-se a página, se o dicionário for impresso e o ano é necessário em qualquer caso.

Com frequência, encontro no texto de monografia, artigo científico, dissertação e tese, citações vagas e imprecisas, entre elas ao Dicionário Aurélio Eletrônico - Século XXI. Por exemplo, "Ferreira, dicionário eletrônico". Se isso só não bastasse, a referência a ele também não é apresentada ao final do trabalho. O raciocínio é simples: tudo que foi citado no corpo do trabalho deve constar na seção das Referências.

Eletrônico

Vancouver:
Ferreira ABH. Dicionário Eletrônico Aurélio Século XXI. [CD-ROM] versão 3.0. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira e Lexikon Informática; 1999.

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT):
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Eletrônico Aurélio Século XXI. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira e Lexikon Informática, 1999. Versão 3.0. 1 CD-ROM.

American Psychological Association (APA):
Ferreira, A. B. H. (1999). Dicionário Eletrônico Aurélio Século XXI. [CD-ROM] versão 3.0. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira e Lexikon Informática, 1999.

Impresso

Vancouver:
Ferreira ABH. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3 ed. totalmente rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; 1999.

ABNT:
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3 ed. totalmente rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

APA:
Ferreira, A. B. H. (1999). Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3 ed. totalmente rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Observação: existem outras normas para a elaboração de Referências bibliográficas. Portanto, "há luz no fim do túnel" e a ABNT não é a "última bolacha do pacote". Cabe citar:

* Chicago: trata-se de estilo fundamentado no The Chicago Manual of Style.

* Harvard: é um sistema de Referências internacionalmente conhecido.

* ISO 690: normas internacionais utilizadas na preparação de referências bibliográficas e desenvolvidas pela International Standards Organization (ISO).

As Referências desses diferentes sistemas podem ser usadas com os softwares bibliográficos: Mendeley, EndNote, Zotero, entre outros.